terça-feira, 7 de setembro de 2010

Afeição

Paixão de todas nós...
Não me refiro a pênis.
Seu nome não posso dizer
té eu tê-lo.
Você sorri para elas,
e elas se derretem...
Muitas noites eu passo sozinha.
Muitas noites eu penso em te ligar,
dizer que a culpa é toda sua.
Não espero mais aquela madrugada...
Desejo que me ligue,
que me chame para sair,
desejo que se importe.
Mas não!
Não espero por isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário